Queijos sem Lactose? Sim, e são mais comuns do que você imagina.

Se você segue uma dieta com baixa ingestão de carboidrato ou apresenta algum grau de intolerância a lactose, os queijos maturados são os ideais para você.

Isto ocorre porque durante a fabricação destes queijos o leite é aquecido e resfriado antes de passar pelo processo de coagulação onde o soro é descartado, com isso grande parte da lactose é eliminada. O leite de vaca tem aproximadamente 4,6% de lactose, com esse processo 97% da lactose se perde no soro e é eliminada. Além disso, no processo de maturação são adicionadas as bactérias láticas que se alimentam de lactose, quanto maior o tempo de maturação menor o teor de lactose. Após 3 meses de maturação a lactose pode ser considerada zero ou com valor não quantificável.

Por este motivo as pessoas que seguem uma dieta baixa ou com restrição de carboidratos podem consumir estes tipos de queijo, já que a lactose é o açúcar presente no leite e derivados.

Pessoas com intolerância a lactose, tem deficiência (pouca ou nenhuma produção) na enzima lactase, que é a enzima que quebra a lactose, esses queijos apresentam de 0,5% a 1% ou até 0% de lactose, sendo queijos que são possíveis de serem consumidos.

Lembrando que isso não se aplica a pessoas que apresentam alergia a proteína do leite, como por exemplo a caseína.

Como ter certeza de que o queijo não apresenta lactose? Comprando de produtores e empresas idôneas, que respeitam o tempo de maturação e fazem inspeção estabelecida pela legislação.

Na A Casa do Produtor existem diversas opções de queijos com pouca ou sem lactose, que conforme falamos se adequam perfeitamente a dietas com restrições de carboidratos e para pessoas com intolerância a lactose.

Abaixo algumas opções:

Por: Samanta Miraldi

[team_member img=”2982″ style=”vertical” name=”Samanta Miraldi” title=”Nutricionista – CRN -3 56436/P” icon_style=”small” instagram=”http://instagram.com/samantamiraldi” image_height=”100%” image_width=”15″ image_radius=”100″ text_align=”left”]

[/team_member]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *