Chocolate Catongo Albino Intenso 67% – Mestiço – 60g

R$22,00

Apenas 3 em estoque

SKU: 1.14.000211.01 Categorias: , Tags: , , , , , , ,

Descrição

Conheça o Chocolate Catongo Albino Intenso 67% da Mestiço

Pode acreditar, o chocolate Catongo Albino não tem leite. Sério!

Este chocolate é suave, muito suave. O sabor leve do chocolate Catongo Albino tem notas de caramelo, amêndoas e mel. Um chocolate inusitado, para quem quer chegar nos sabores intensos mas sem perder o dulçor.

O chocolate Catongo Albino Intenso possui intensidade de 67% de cacau em sua receita e é apresentado em barras de 60g.

Ingredientes do chocolate Catongo Albino Intenso

Nibs de cacau, Açúcar Orgânico, Manteiga de Cacau Artesanal (extraído do próprio cacau da Mestiço!)

O chocolate Catongo Albino Intenso é 100% natural e artesanal.

Como armazenar o chocolate Catongo Albino?

Mantenha o seu chocolate Catongo Albino em local fresco e arejado, evitando a exposição ao sol.

A incrível história do chocolate

Da América Latina para os dias modernos. Da onde veio o chocolate Catongo Albino?

A história do chocolate vem dos antigos Maias e até antes na civilização dos Olmecs do sudeste do México. A palavra chocolate pode remeter ao doce que comemos hoje, mas em grande parte da história ele era consumido como uma bebida sagrada e amarga.

O chocolate é feito da fruta das árvores de cacau, que são nativas da América Central e do Sul. Cada fruto de cacau possui cerca de 40 sementes que, após serem secas e tostadas, se transformam nas famosas sementes de cacau utilizadas na produção do chocolate.

Acredita-se que o povo Olmec utilizava o cacau para criar uma bebida sagrada em 1.500 A.C. e passou este conhecimento para os Maias que não apenas consumiam o cacau mas sim o referenciavam. Sua história menciona o uso do chocolate em celebrações e em transações financeiras.

Os Astecas levaram o consumo do chocolate a outro nível, eles acreditam que ele era um presente dos deuses e apreciavam ele quente ou frio, apimentado e também utilizavam as sementes como dinheiro para comprar comidas e bens em geral. Existe um história dessa época em que o rei asteca Montezuma II supostamente bebia litros de chocolate por dia para adquirir energia e também como afrodisíaco (nada mal!)

O chocolate então chegou a Europa no final dos anos de 1500 e logo foi muito apreciado pela corte espanhola, que iniciou as importações de suas colônias em 1585. Outros países como Itália e França também aprenderam sobre este delicioso doce em suas viagens para o América e trouxeram as sementes para seu países.

Os europeus não satisfeitos com o chocolate asteca logo adicionaram à bebida o açúcar de cana e outras especiarias. Não demorou para que aparecessem casas especializadas em toda a região. A popularização só veio em 1828 quando o químico Coenraad Johannes desenvolveu o chocolate em pó.

O chocolate como conhecemos hoje, em barra, só foi desenvolvido à partir de 1847 pelo chocolateiro J.S. Fry e seus filhos. Em 1879, Rudolf Lindt, criou um processo que tornou a barra de chocolate aerada que deu a ele a textura que conhecemos hoje. Então o chocolate ganhou o mundo!

Quer conhecer mais a história do chocolate? Clique nesse link.

Quem produz o chocolate Catongo Albino?

O chocolate Catongo Albino é produzido pela Mestiço!

A missão da Mestiço é simples, oferecer o melhor chocolate, a partir do melhor cacau. Um bom chocolate só se faz com um bom cacau e tudo começa na terra, na Bahia, em Bonança.

Da 3ª geração de cacauicultores em Itacaré, na Bahia. A mestiço trabalhou na Fazenda Bonança para torna-la uma referência ainda mais forte no cultivo sustentável e de qualidade.  O cacau é separado por variedades, permitindo a elaboração de chocolates com características diferenciadas, respeitando a individualidade dos frutos e do terroir.

O cacau é trazido para a fábrica localizada na Vila Olímpia, em São Paulo, onde a Mestiço cuida de cada processo da criação do chocolate, da escolha da curva de torrefação ao cuidado da apresentação final das barras.

Os chocolates são reconhecidos no Brasil e no mundo, conquistando diversos prêmios:

  • Prêmio Bean to Bar Brazil
  • Bean to Bar Chocolate Week – Escolha do Público – São Paulo
  • Academy of Chocolate Awards – Londres / Inglaterra
  • NW Chocolate Festival – Seattle / EUA
  • Melhores Ovos de Páscoa – Paladar e Prazeres da Mesa

Quer conhecer todos os chocolate da Mestiço? Clique aqui.

Você também pode gostar de…