Pingo de Amor

Pingo de amorSerra da Canastra – MG

Pingo de Amor

Serra Da Canastra – MG

Lucilha sempre gostou das coisas da roça e aprendeu a fazer queijo ainda criança, com seus pais e avós. Sua paixão pela fazenda e a vida no campo é tão grande que quando precisou morar na cidade se sentiu em uma prisão. Após vencer um período de depressão, voltou em 2012 ao interior e para perto de sua família. Foi nessa época que iniciou a produção da Pingo de Amor. Sempre batalhadora, Lucilha decidiu estudar e investir na qualidade de seu produto, hoje produzindo um queijo único de sabor delicado e textura macia.

Tradição

Arte queijeira herdada de seus avós e pais. Tradição passada por gerações.

Mofo

A casca branca, mofada, é uma especialidade da Lucilha. Fungo que, por vezes, marca presença de forma mais agressiva trazendo mais cremosidade.

Região

Serra Da Canastra

Em meio à vegetação nativa exuberante, rica em fontes de água cristalina, solo com fertilidade natural única e por meio das mãos habilidosas dos artesãos é que se produz o queijo da Canastra, de modo semelhante como era produzido pelos portugueses na Ilha da Madeira e Açores, conhecimento que é transmitido de geração para geração.A produção de queijo se funde com a própria história do povo canastreiro, faz parte do estilo de vida das famílias da região e desde o início de sua ocupação caracterizou-se como uma fonte alternativa segura de renda e de sobrevivência, a qual se manteve pouco alterada ao longo dos séculos.O queijo artesanal da Canastra é considerado Patrimônio Cultural do Brasil desde 2008. Na produção são utilizados cerca de 10L de leite e o processo de cura é feito artesanalmente por no mínimo 22 dias. Cada família tem o seu modo tradicional de produção o que cria uma variedade de sabores, aromas e texturas únicas, que fazem com que o queijo da Canastra seja reconhecido mundialmente como um produto especial e exclusivo.