Mestiço

MesticoSaoPaulo-SP

Mestiço

São Paulo – SP

A missão da Mestiço é simples, oferecer o melhor chocolate, a partir do melhor cacau. Um bom chocolate só se faz com um bom cacau e tudo começa na terra, na Bahia, em Bonança.

Da 3ª geração de cacauicultores em Itacaré, na Bahia. A mestiço trabalhou na Fazenda Bonança para torna-la uma referência ainda mais forte no cultivo sustentável e de qualidade.  O cacau é separado por variedades, permitindo a elaboração de chocolates com características diferenciadas, respeitando a individualidade dos frutos e do terroir.

O cacau é trazido para a fábrica localizada na Vila Olímpia, em São Paulo, onde a Mestiço cuida de cada processo da criação do chocolate, da escolha da curva de torrefação ao cuidado da apresentação final das barras.

Os chocolates são reconhecidos no Brasil e no mundo, conquistando diversos prêmios:

  • Prêmio Bean to Bar Brazil
  • Bean to Bar Chocolate Week – Escolha do Público – São Paulo 
  • Academy of Chocolate Awards – Londres / Inglaterra 
  • NW Chocolate Festival – Seattle / EUA
  • Melhores Ovos de Páscoa – Paladar e Prazeres da Mesa 

Variedade

Cacau separado por variedade, respeitando características e individualidades.

Tradição

Terceira geração de produtores de cacau no sul da Bahia. A história da Mestiço e sua fazenda se confundem com a história do cacau baiano.

Região

São Paulo e Interior Paulista

A região do interior paulista, em contraponto a outros estados brasileiros que seguem a tradição à risca, reproduzindo modos de preparo seculares e já reconhecidos oficialmente, a produção queijeira paulista aposta na inovação, com o desenvolvimento de novas receitas, possibilitando a existência de mais de 100 tipos de queijos. Há queijos de vaca, búfala, cabra, ovelha e mistos, em variedades frescas ou curadas. Com esta variedade de produtos artesanais, a região é uma das mais representativas do país e deve ser considerada como tal. A valorização da liberdade criativa, possibilitando criação de novas variedades e estilos, respeitam os limites da sustentabilidade econômica, ambiental e social.