Queijo com Arte

Queijo com ArteItapetininga – SP

Queijo com Arte (Santa Luzia)

Itapetininga – SP

A história da Queijo com Arte Fazenda Santa Luzia começa no século passado e muito longe de Itapetininga. A Fazenda Santa Luzia foi fundada por Helmut Breuer que  veio da Alemanha na década de 50 viver em São Paulo, capital. Porém, nunca se esqueceu de sua origem rural. Na década de 70, adquiriu a propriedade em Itapetininga e construiu uma fazenda para produção de leite nos mesmos moldes do Bauernhof onde nasceu em Aachen. Começou importando as primeiras vacas da raça Simental que chegaram de avião e desenvolveu-se como produtor de leite tipo B.

A propriedade leiteira, na década de 80, na mão de Martin Breuer, seu sucessor e médico veterinário, começou a tomar novos rumos em direção à seleção do gado Simental. O leite das vacas Simental, em virtude do alto teor de proteína, é ideal para a produção de queijos. Na década de 90, com a vinda de Maristela Nicolellis (esposa do Martin) para a fazenda, os esforços se concentraram na produção do leite.

Desde então, a Queijo com Arte Fazenda Santa Luzia, pioneira na produção artesanal de queijos no Estado de São Paulo, vem se consolidando como referência nos quesitos qualidade, exclusividade, arte e originalidade. Os anos de dedicação e trabalho sério são reconhecidos pelos clientes e também pelas diversas premiações em concursos nacionais e internacionais.

Engajada no desenvolvimento do setor na sua região, a Queijo com Arte Fazenda Santa Luzia é uma das fundadoras do grupo de queijeiros do Caminho do Queijo Artesanal Paulista.

Tradição

Mais de 50 anos dedicados a produção de leite e queijos.

Raça Simental

Pioneiros na utilização da raça Simental, ideal para produção de queijos.

Região

Interior Paulista

A região do interior paulista, em contraponto a outros estados brasileiros que seguem a tradição à risca, reproduzindo modos de preparo seculares e já reconhecidos oficialmente, a produção queijeira paulista aposta na inovação, com o desenvolvimento de novas receitas, possibilitando a existência de mais de 100 tipos de queijos. Há queijos de vaca, búfala, cabra, ovelha e mistos, em variedades frescas ou curadas. Com esta variedade de produtos artesanais, a região é uma das mais representativas do país e deve ser considerada como tal. A valorização da liberdade criativa, possibilitando criação de novas variedades e estilos, respeitam os limites da sustentabilidade econômica, ambiental e social.