Ganhe uma Manteiga com Sal Atalaia em compras acima de R$ 300,00.

Queijo Boursin (ovelha) – Queijaria Rima – 160g (aprox.)

(10 avaliações de clientes)

R$ 55,00

Em estoque

Acrescentar Opções
Cerveja Witbier - Tarantino
1 × Cerveja Witbier – Tarantino – 473ml

Em estoque

R$ 17,50
Queijo Prato - Atalaia 1
1 × Queijo Prato – Atalaia – 300g (aprox.)

Em estoque

R$ 39,90
Textura:
Cremoso
Maturação:
Frescos (sem maturação)
Tipo:
Cottage
Intensidade:
Suave

Conheça o Boursin da queijaria Rima

O queijo Boursin da Queijaria Rima é feito com leite de ovelha e passa por uma fermentação láctica para chegar na sua textura pastosa que se assemelha a textura de um cream cheese. Ele é condimentado com ervas finas, pimenta rosa e conservado em azeite de oliva que dão ao Boursin um sabor erval e frescor incomparáveis.

Por se produzido por leite de ovelhas, o Boursin da Rima possui sabor mais adocicado do que sua versão feita com leite de cabra (Boursin Atalaia). O leite de ovelha é uma ótima opção para intolerantes à lactose, já que a cadeia ramificada de suas gorduras são menores que as do leite de vaca, facilitando assim a digestão. Que bom né!?

Mas afinal o que é o Boursin?

Ele é um queijo cremoso e macio (pastoso), que pode ser servido em formato de pasta ou do jeito mais clássico no formato de pequenas bolinhas. Sua textura assemelha-se a textura de um cream cheese.

O primeiro Boursin foi criado em 1957 pelo francês François Boursin, produtor de queijo da Normandia. Sua inspiração para a criação foi em um prato de festas já consumido na região chamado de fromage frais.

Ele pode ser feito de de leite de cabra, vaca ou ovelha. Seu sabor originalmente era mais adocicado porém hoje ele é servido salgado.

Conheça um pouco mais a história do queijo Boursin neste link.

Como consumir este queijo?

O Boursin pode ser consumido de diversas maneiras, desde puro até em saladas. Quer nosso conselho? O jeito mais delicioso é passar ele sobre um belo pão artesanal quentinho. Fica maravilhoso!

Como harmonizar o Boursin?

Para harmonizar este tipo de queijo com vinhos sugerimos os brancos que tenham boa acidez para equilibrar com a sua acidez. Uma sugestão é o vinho branco da Larentis Chardonnay

Para harmonizar sugerimos cervejas de certa acidez como os estilos weissbier, witbier, saison e pilsen. Indicamos aqui as cervejas da Cervejaria Tarantino.

Algumas dicas interessantes para a harmonização é sempre iniciar com a bebida para acostumar e preparar o paladar, em seguida consuma o Boursin e depois a bebida novamente (cerveja ou vinho, dai vai da sua preferência). Utilizando essa técnica sua experiência vai ficar muito mais interessante, pode confiar!

Como armazenar o Boursin?

O Boursin é um queijo em conserva, normalmente em azeite ou óleo, então ele pode durar um pouco mais de tempo fora da geladeira. O ideal é sempre refrigerar tanto antes quanto após o consumo.

Indicamos também que não se retire o líquido da conserva, o azeite no caso, pois assim você irá expor o queijo extremamente fresco ao ar. Esta exposição pode causar o azedamento do queijo.

Onde é produzido?

A historia da queijaria Rima começa com a chegada do primeiro filho de Maria Clara e Ricardo, que passaram questionar sobre a vida que levavam na cidade grande. Em 2016, com vontade de viver do campo, com mais contato com a natureza, e de produzir alimentos de forma consciente e sustentável, tiveram a ideia de produzir queijos de ovelha.

Após passarem mais de dois meses na Europa estudando e conhecendo as tradicionais produções de leite e queijo de ovelha, voltaram para o Brasil e em Porto Feliz iniciaram o sonho de se despedirem da cidade e começarem a vida de mestres queijeiros, onde poderiam criar seus filhos e ter uma vida mais conectada a terra e natureza.

A ligação de Maria Clara e Ricardo com as raízes da terra brasileira se destaca na importância da história de nossa terra antes da colonização, que eles enfatizam nomeando cada um dos queijos com nomes indígenas que trazem cultura, destaque e significado para cada um de seus produtos, de forma crucial para mantermos nossa cultura viva.

logo - rima - acap
Porto Feliz – SP

A historia da queijaria Rima começa com a chegada do primeiro filho de Maria Clara e Ricardo, que passaram questionar sobre a vida que levavam na cidade grande. Em 2016, com vontade de viver do campo, com mais contato com a natureza, e de produzir alimentos de forma consciente e sustentável, tiveram a ideia de produzir queijos de ovelha.

Após passarem mais de dois meses na Europa estudando e conhecendo as tradicionais produções de leite e queijo de ovelha, voltaram para o Brasil e em Porto Feliz iniciaram o sonho de se despedirem da cidade e começarem a vida de mestres queijeiros, onde poderiam criar seus filhos e ter uma vida mais conectada a terra e natureza.

A ligação de Maria Clara e Ricardo com as raízes da terra brasileira se destaca na importância da história de nossa terra antes da colonização, que eles enfatizam nomeando cada um dos queijos com nomes indígenas que trazem cultura, destaque e significado para cada um de seus produtos, de forma crucial para mantermos nossa cultura viva.

Produtor - Rima - ACAP
foto-regiao-interior_paulista
São Paulo

A região do interior paulista, em contraponto a outros estados brasileiros que seguem a tradição à risca, reproduzindo modos de preparo seculares e já reconhecidos oficialmente, a produção queijeira paulista aposta na inovação, com o desenvolvimento de novas receitas, possibilitando a existência de mais de 100 tipos de queijos.

Há queijos de vaca, búfala, cabra, ovelha e mistos, em variedades frescas ou curadas. Com esta variedade de produtos artesanais, a região é uma das mais representativas do país e deve ser considerada como tal. A valorização da liberdade criativa, possibilitando criação de novas variedades e estilos, respeitam os limites da sustentabilidade econômica, ambiental e social.

Produto Indicado Por

Hero boas de garfo

A Gabi e a Bella são duas amigas de infância, formadas em marketing, que têm uma paixão em comum: comida em todas as suas esferas.

Desde 2014 alimentam o perfil Boas de Garfo (@boasdegarfo), que conta com mais de 126 mil seguidores, com dicas de produtos, serviços, restaurantes e receitas. Estão sempre mastigando, em busca da garfada perfeita.

hero o critico antigourmet

O Crítico AntiGourmet é formado em gastronomia e letras, iniciou seu famoso perfil no Instagram (@critico.antigourmet) há um ano e meio, onde dá dicas, combate mitos e discute gastronomia. Além de um apaixonado por gastronomia, o crítico também tem grande paixão por produtos artesanais.

hero Roberta juliao
Chef de Cozinha

Foi depois de se formar em administração de empresas pela FGV que Roberta Julião decidiu largar o mundo corporativo e seguir sua paixão: a gastronomia. Em 2009 criou o blog Da Feira ao Baile e foi a partir dele que tudo começou. Por lá, Roberta compartilhava suas dicas do mundo culinário e receitas preparadas por ela. Aos poucos ganhou espaço e reconhecimento na área e decidiu seguir em frente.

Depois do sucesso de um bolo que fez para seu próprio aniversário, começou a aceitar encomendas e resolveu se profissionalizar. Estudou gastronomia no SENAC-SP, e sempre buscando desenvolver suas técnicas e conhecimentos, realizou estágios nos renomados restaurantes D.O.M e Dalva e Dito, de Alex Atala, e no Epice, de Alberto Landgraf.

Com o tempo a demanda aumentou e Roberta resolveu abrir seu próprio espaço, levando junto o nome Da Feira ao Baile, que tão bem representa seu estilo na cozinha. Segundo a chef, sua “maior felicidade e motivação está em servir e proporcionar bons momentos aos seus clientes e amigos através de sua comida”

10 avaliações para Queijo Boursin (ovelha) – Queijaria Rima – 160g (aprox.)

  1. Vandersoni Monteiro Vieira de Moraes (comprador verificado)

    Bom produto, mas não justifica o preço

    (0) (0)
  2. ARLY NAI TEIXEIRA (comprador verificado)

    (0) (0)
  3. WALDO FERREIRA DA SILVA (comprador verificado)

    (0) (0)
  4. Sonia (comprador verificado)

    (0) (0)
  5. Patricia Fraia (comprador verificado)

    (0) (0)
  6. Fabio RESENDE (comprador verificado)

    Vazou todo o óleo

    (0) (0)
  7. Helio Rezende (comprador verificado)

    Conheço mas Ainda não degustei

    (0) (0)
  8. Nicola (comprador verificado)

    Delicioso! Fica uma delícia na torrada.

    (0) (0)
  9. Rodrigo O. (comprador verificado)

    (0) (0)
  10. Lucas Pedroni (store manager)

    Maravilhosa opção com um pão quentinho, torrada ou até mesmo num biscoito. O azeite que encharca e tempera o boursin soma no sabor do prórpio queijo fresco e dá um sabor excelente pro café da manhã!

    (1) (0)
Adicionar uma avaliação

Receba novidades por e-mail